13 de out de 2016

Santa Helena: “Flávio Dino se uniu ao grupo Sarney para derrotar o seu mais fiel e ideológico prefeito da Baixada”, diz aliado do prefeito Lobato

“Sinto-me traído. Aliás, não somente eu, mas todos do nosso grupo que acreditávamos ser os aliados preferencias do governador, mas agora na eleição ficou claro que ele trabalhou contra nosso projeto de reeleger o companheiro Lobato”. (Toro Weba)
Há coisas na política que não têm explicação. Ou, se explica, não justifica.
fd_traicaoEm Santa Helena, por exemplo, o grupo do prefeito Lobato (PPS) se sente traído pelo governador Flávio Dino (PCdoB) pelo fato de ter se unido ao grupo Sarney para derrotá-lo na eleição.
O candidato de oposição Zezildo Almeida (PTB) foi apoiado pela família Pavão, histórica aliada do sarneísmo no município, e venceu a eleição com 53,93% dos votos. Já o prefeito Lobato obteve 43,94% votos.
Por incrível que possa parecer, mesmo o vice de Lobato sendo um filiado do PCdoB, o diácono Fernando Crente, o Palácio dos Leões preferiu fazer vistas grossas à embaixada de governistas que foram fazer campanha a favor de Zezildo Almeida “Pavão”. Entre eles, o vice-presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto do mesmo PCdoB de Fernando Crente.
E mais: na eleição para governador em 2014, Lobato foi o único prefeito da Região da Baixada a fazer campanha aberta para Flávio Dino. E o que o prefeito recebeu em troca? Um completo esquecimento do agora governador do Maranhão que claramente fez o jogo do grupo Pavão/Sarney para derrotá-lo.
Para o  ex prefeito Touro Weba, um dos coordenadores da campanha de Lobato, a postura de Flávio Dino foi de deixar todos do grupo com o sentimento de que foram traídos, inclusive ele enquanto correligionário.
“Sinto-me traído. Aliás, não somente eu, mas todos do nosso grupo que acreditávamos ser os aliados preferencias do governador, mas agora na eleição ficou claro que ele trabalhou contra nosso projeto de reeleger o companheiro Lobato. Até o asfalto prometido para a cidade só chegou míseros 4 quilômetros e mesmo assim não concluídos ainda. As obras do prometido IEMA nunca começaram, enfim, nos enganaram. Flávio Dino se uniu ao grupo Sarney para derrotar o seu mais fiel e ideológico prefeito da Baixada. Mas, nada como um dia atrás do outro. Bola pra frente”, disse Toro Weba com certa indignação ao blog.
De fato, a luta do grupo liderado por Lobato nunca foi fácil. Pelo contrário, durante os dois primeiros anos de gestão Lobato, que coincidiu com os dois últimos do governo Roseana Sarney (PMDB), foi “marcado” pela governadora justamente por ser aliado de Flávio Dino.
Flávio Dino realmente foi ingrato com o prefeito de Santa Helena ao esquecer de tudo o que ele fez pelo comunista em 2014. E só uma coisa explica essa traição de Dino: o medo dele e de alguns dos seus aliados da caneta do senhor João Jorge Jinkings Pavão, conselheiro-presidente do Tribunal de Contas do Maranhão.
O que até explicar, mas não justificar.

http://robertlobato.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo