15 de fev de 2017

Dos 31 vereadores eleitos na capital, 10 serão candidatos a deputado

Nem bem saíram de uma eleição,  alguns dos 31 vereadores eleitos e reeleitos na capital já começam a pensar na próxima eleição, a de deputado federal e estadual, em 2018. São dez os que desejam tentar um voo mais alto, menos o presidente Astro de Ogum, que teve quase 10 mil votos e prefere não se arriscar e tentar novamente continuar como presidente da Câmara Municipal de São Luís até 2020.
Dos que irão entrar na disputa em 2018, estão Pavão Filho, que já foi deputado por dois mandatos e quer voltar ao Legislativo Estadual. Osmar Filho, o mais votado na eleição de 2016, com quase dez mil votos, com o apoio de Astro de Oguem e de outros colegas vereadores, além da ajuda substancial que pode ter do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.
Pedro Lucas Fernandes caminha para ser secretário do governo de Flávio Dino, mas só poderá sê-lo se for modificada a estrutura e nome da Agência Metropolitana, a ser criada ainda. Tem que ser secretaria para evitar o impedimento. Ele quer sair em dobradinha com o pai, deputado federal Pedro Fernandes, na eleição de 2018.
Afonso Manoel, que também já foi deputado, acha que terá retorno garantido em 2018 com o apoio de empresário e da mulher secretária de Saúde, Helena Duailibe. Tem muita bala na agulha para chegar lá. O novato Aldir Júnior pretende pular mais alto no próximo pleito e imagina que com a bala que tem pode virar deputado.
Marcial Lima também trabalha desde já para chegar a um assento da Assembleia Legislativa. Quer fazer um trabalho fincado na capital para ser o mais votado e ainda tem o apoio do irmão prefeito de Grajau, Mercial Arruda. Umbelino Júnior encontra-se no segundo mandato de vereador, mas acha que em 2018 é hora de virar deputado estadual. Tem o apoio do pai que é prefeito.
Outro que vai se arriscar é o vereador Josué Pinheiro, que já teve excelentes votações em São Luís, mas tem procurado o interior para se fortalecer. Quer ir com o apoio de algumas igrejas. César Bombeiro já começa a campanha a partir do próximo ano e pode receber a herança eleitoral que o Cabo Campos perdeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo