21 de nov de 2017

Juíza prorroga prisão da quadrilha que assaltou os cofres públicos da saúde

A quadrilha que furtou o dinheiro público da saúde do Maranhão vai permanecer na cadeia. Somente duas pessoas foram colocadas em liberdade: Marcus Eduardo Alves Batista e Péricles Silva Filho.
Os dois foram soltos por habeas corpus acatado pelo desembargador federal Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.
A decisão de prorroga as prisões foi da juíza Paula Souza Moraes, que está respondendo pela 1ª Vara Criminal da Justiça Federal no Maranhão.
Cinco pessoas permaneceram presas por mais cinco dias: Rosângela Curado, Antonio Augusto Aragão, Ideide Lopes, Luiz Marques Barbosa Júnior e Mariano de Castro Silva.
A magistrada achou necessária a manutenção das prisões por ser imprescindível para continuidade das investigações da Operação Pegadores, da Polícia Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo