18 de dez de 2017

Em depoimento, Junior do Nenzin nega envolvimento na morte do pai

O candidato a prefeito de Barra do Corda nas últimas eleições, Manoel Mariano Júnior, mais conhecido na cidade como Júnior do Nenzim ou Vaqueiro da Barra, voltou a prestar depoimento ontem (15) na Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoa (SHPP) sobre a morte do pai, o ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o ‘Nenzim’.
Júnior do Nenzim é, de acordo com as investigações, o principal suspeito de planejar a morte do pai, que foi assassinado com um tiro no pescoço no último dia 6. Relembre aqui
Algemado e usando o uniforme do sistema carcerário, em depoimento, ele negou que esteja envolvido no assassinato do pai. Entretanto, para a polícia, não há dúvidas da participação dele. “Ele nega participação, mas as investigações apontam diferentes”, revelou o superintendente da SHPP, delegado Lúcio Rogério.
De acordo com a polícia, que apontou diversas contradições nos depoimento prestados por Junior do Nenzin, a motivação do crime foi o roubo de várias cabeças de gado da propriedade da vítima e que estavam sendo usadas para pagar dívidas com agiotas contraídas por Junior do Nenzin. No dia do crime, o ex-prefeito estaria indo à fazenda fazer a contagem dos animais.
Além de Manoel Mariano Júnior, que está preso temporariamente por 30 dias no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, mais três pessoas estão presas por suspeita de envolvimento no assassinato de ‘Nenzim’.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo