19 de fev de 2018

Enfermeiros da rede estadual no Maranhão anunciam paralisação

Enfermeiros de toda a rede pública estadual de Saúde preparam-se para dar início, a partir desta semana, a uma campanha de valorização, contra o assédio moral, atrasos salariais e más condições de trabalho no Maranhão.
A primeira movimentação está sendo articulada em Imperatriz pelo Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Maranhão (SEEMA).
Na quarta-feira (21), os profissionais farão uma paralisação com concentração marcada para a porta do Hospital Regional de Imperatriz. De lá, seguirão em caminhada até o Hemomar.
Outras cidades
Segundo apurou o Blog do Gilberto Léda, já existem conversas para que o movimento estenda-se a outras cidades maranhenses.
Enfermeiros de Codó e de Timon informaram que devem promover uma paralisação de advertência parecida com a de Imperatriz.
Médicos
Além dos enfermeiros, quem também tem sofrido com os atrasos salariais são os médicos que prestam serviço para a rede estadual.
Os profissionais do Hospital Aquiles Lisboa, por exemplo, ainda não receberam pagamentos referentes ao mês de dezembro –  muito menos de janeiro.
“As notas fiscais são emitidas, as certidões negativas também, mas não pagam”, contou ao blog um dos médicos que cobram salário.
Segundo ele, no Hospital Carlos Macieira os nefrologistas enfrentam situação semelhante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo