23 de abr de 2018

Blogueira maranhense narra luta contra o câncer e faz um alerta no Instagram

A blogueira maranhense Nara Almeida publicou uma foto no Instagram sobre os últimos cinco dias em que esteve internada na UTI.
Fato é que os últimos meses não têm sido fáceis para essa menina nascida em Imperatriz, interior do Maranhão, que desde muito cedo aprendeu a se virar sozinha e correr atrás do que queria.
Desde o ano passado, quando foi diagnosticada com câncer no estômago, ela divide com os seguidores o tratamento que tem feito. Os detalhes de sua batalha contra o tumor raro são compartilhados na internet desde agosto, algumas horas após ter recebido o diagnóstico na doença no Hospital das Clínicas.
Hoje, mais de 2 milhões de pessoas acompanham o caso. Nara divide com elas os detalhes do tratamento e, em troca, ganha mensagens de apoio e carinhos de todos os tipos. Em 25 de novembro, por exemplo, após pegar no sono com a ajuda do antidepressivo Escitalopram, acordou entusiasmada com uma surpresa. Uma seguidora havia lhe oferecido um voo de helicóptero por São Paulo.
No dia 3, embarcou no passeio na companhia do namorado, o engenheiro Pedro Rocha, 25. Para quem nos últimos dois meses só tinha saído de casa para ir ao hospital, foi uma fuga deliciosa. “Quase não fotografei nada, queria mais era admirar o que via”, conta.

Descobrindo o câncer

Nara somava 400 000 seguidores no Instagram publicando posts patrocinados, looks do dia, fotos de viagens e de idas à academia de ginástica. Faturava 20 000 reais por mês com trabalhos como campanhas para confecções.
Sua carreira decolava quando ela recebeu dos médicos a notícia de que um tumor maligno no estômago era a causa de dores constantes.
“Eu estava cheia de planos e fiquei arrasada pensando se conseguiria realizá-los”, lembra. Ao decidir usar a internet para compartilhar seu drama, a garota virou o novo fenômeno das redes sociais.
Ela é direta e não filtra os assuntos. Posta foto em cima do leito hospitalar (“Hoje ajoelhei e pedi para Deus para essa nova quimioterapia funcionar, estou muito confiante de que vai dar tudo certo”), na sala de consulta depois de receber o diagnóstico de uma metástase no peritônio (“Se tenho medo de morrer? Tenho, e muito”).

O desabafo

O curioso, para não dizer perturbador, é que, mesmo postando fotos com a sonda, falando sobre o tratamento nos posts, publicando imagens no hospital, Nara recebe mensagens de pessoas perguntando sobre como ela conseguiu emagrecer e ‘ficar com o corpo dos sonhos’.
‘(…) Não consigo me alimentar mais, até a água que eu tomo coloco pra fora em questão de minutos, meu estômago não processa nada! Hoje o que me mantém viva é a sonda que faço alimentação via enteral. O preço que tô pagando pra ter esse corpo que vocês consideram dos “sonhos” é muito alto.’, escreveu.

Veja o post:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo