13 de set de 2018

Presos sete integrantes de quadrilha que explodiu banco e metralhou viatura da PM em São Luís Gonzaga

Caso aconteceu na última quinta-feira (6); equipes policiais continuam procurando suspeitos.
Em grande operação realizada na terça-feira (11), a Polícia Civil efetuou a prisão de parte da quadrilha que explodiu uma agência bancária no dia 6 de setembro, em São Luís Gonzaga, a 209km de São Luís.
Na ação policial, sete pessoas foram presas, e foram apreendidos quatro veículos, uma espingarda calibre 20 e munições com o grupo.
Após coleta de informações preliminares, o Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras (DCRIF) conseguiu identificar parte dos autores do crime e obteve decisão judicial favorável à prisão temporária. Os primeiros a serem presos foram Valdivino Vieira e Aline Moreira Lima.
Na continuidade das investigações, os policiais identificaram os demais integrantes da quadrilha e prenderam mais cinco pessoas: Marbyo Alves da Costa, Jacinto de Souza Silva, Bruno Milhomens, Joaquim Henrique Silva Neto e Itamar de Sousa Salles. A maior parte dos detidos acumula passagem pela polícia por delitos como roubo, furto, porte de arma e receptação.
A Polícia Civil informou que os sete presos responderão por associação criminosa armada e destacou que as equipes policiais continuam fazendo diligências, com o objetivo de prender os demais envolvidos e apreender todo o armamento utilizado na explosão da agência bancária.

A ação criminosa

Na última quinta-feira (6), dez homens fortemente armados foram até São Luís Gonzaga para assaltar uma agência bancária. Antes da ação criminosa, os integrantes da quadrilha atiraram contra uma viatura e uma unidade da Polícia Militar. No momento do assalto, apenas três policiais estavam de serviço, e ninguém ficou ferido.

Depois do ataque aos policiais militares, a quadrilha foi até a agência bancária de São Luís Gonzaga e detonou vários explosivos para conseguir abrir o cofre.

Na explosão, uma laje desabou e impediu a passagem dos criminosos até o local onde estava o dinheiro. Depois disso, os criminosos fugiram e fizeram moradores reféns, e só os libertaram na saída da cidade.

Com informações do Imirante

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo