16 de nov de 2018

Família de criança queimada diz que não autorizou ajudas em contas bancárias

Embora pedidos de depósitos bancários para ajudar o menino que sofreu queimadura graves em uma carvoaria em Buriticupu seja uma boa ação, o elevado número de contas assusta.
Familiares de João Miguel, menor de 5 anos que caiu em uma caieira e permanece em estado grave internado em Imperatriz, informaram que irão abrir hoje uma conta para receber ajudas.
Tem alguns dias que um mesmo texto percorre em grupos explicando que o tratamento da criança custa R$ 18 mil e apresenta contas bancarias diferentes pedindo ajuda, inclusive de outros estados.
Preocupados, familiares informaram que não houve autorização para depósitos em forma de ajudas em nenhuma conta e pedem que aguardem quando uma estiver oficialmente aberta, conta única.
Além disso, a Secretaria de Estado da Saúde já emitiu uma nota se responsabilizando pelo encaminhamento da criança a um hospital especializado em queimaduras com sede em Goiás.
A SES informou que aguarda apenas a liberação médica do menor que permanece em estado grave e não pode ser deslocado ainda para outro hospital.
Abaixo, o blog publica alguns depósitos e contas que estão disponíveis para receber ajudas, mas não autorizadas pela família.


 Blog do Luis Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo