18 de fev de 2019

CENTRO NOVO DO MARANHÃO :VEREADORES DE OPOSIÇÃO NAO VOTAM MATÉRIA E PREJUDICAM POPULAÇÃO

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas e interiores
Impasse: Mais uma vez a votação para aprovação da Lei de Contratos em Centro Novo do Maranhão é adiada na Câmara Municipal de Vereadores.*
Na sessão da Câmara Municipal de Vereadores de Centro Novo do Maranhão, realizada na última sexta-feira (15), mais uma vez o Projeto de Lei de Contratos, em trâmite na Casa de Leis do Município, teve votação adiada. Os vereadores de Centro Novo do Maranhão encerraram ontem a sessão, não aprovando o Projeto, que é de suma importância para a Administração Municipal, pois a partir da aprovação, e que será possível contratar funcionários, e assim normalizar os serviços essenciais para a população, que já estão sendo afetados pela demora na aprovação.
Existe um grande impasse por parte dos vereadores de oposição, que tentam dificultar a aprovação do Projeto de Lei. Um dos questionamentos de alguns vereadores, é que o Projeto chegou com atraso para ser votado, sendo que a Câmara estava ainda em recesso, no momento em que o Projeto foi enviado para ser protocolado. Executivo tenta de todas as formas, manter o bom funcionamento dos serviços, o que já ficou insustentável, pois os trabalhos precisam de funcionários contratados.
A Secretaria Municipal de Saúde é a mais afetada com o impasse na Câmara de Vereadores, pois o atendimento à população não pode parar, e seguindo vem a Secretaria Municipal de Educação, sendo também prejudicada, sendo comprometido o início das aulas em Povoados e Quadras do município, além das demais Secretarias, como Assistência Social, Infraestrutura e Urbanismo e outras.
A prefeita Diva Silva, ressaltou a grande preocupação da não aprovação da Lei de contratos, que vem sendo dificultada, mais especificamente pelos vereadores de oposição. "Nossa Gestão inicia o ano com esse grande impasse, e minha maior preocupação está no atendimento das Unidades Básicas de Saúde, que já neste final de semana, os postos terão os serviços interrompidos, não tendo funcionários para o preenchimento de fichas, ficando ainda sem médicos, enfermeiros, vigias, zeladoras, técnicos de enfermagem. E na educação, os carros estarão parados, sem motoristas para realizar o transporte dos alunos, e diante de todo esse transtorno teremos que despachar todos os funcionários que não são comissionados. Nosso pedido é que os vereadores que estão dificultando a aprovação da Lei, olhem para as famílias dos trabalhadores que precisam do emprego, pois muitos tem o trabalho na Prefeitura, como a única fonte de sustento para suas famílias", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo