25 de fev de 2019

Treze concursos estão abertos no Pará com salários de até R$ 35 mil

Atualmente existem 13 concursos públicos com inscrições abertas no Pará. Os certames visam o preenchimento de mais de 3 mil vagas para os níveis fundamental, médio e superior. As oportunidades são para a Prefeitura de Ananindeua, Ministério Público de Contas (MPC) e Prefeitura de Maracanã, entre outros (veja no box).
Os salários variam entre R$ 998,00 e R$ 35.462,22, este último para o cargo de procurador do MPC. O maior número de vagas é para o concurso da Prefeitura de Santa Bárbara do Pará. São 297 oportunidades para a formação de cadastro reserva e 502 para admissão imediata.
Para a Prefeitura de Ananindeua estão sendo ofertadas 500 oportunidades. As vagas são distribuídas entre as funções de manipulador de alimentos (25); servente (40); suporte administrativo - administração básica (150); nutricionista (5); professor de educação infantil (100); professor de ensino fundamental (150); professor de ciências (10); professor de geografia (10) e professor de história (10).
SUSPENSÃO
Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, Paulo Uebel, secretário de desburocratização, gestão e governo digital do Ministério da Economia, disse que não há novos concursos públicos federais previstos para 2019. De acordo com o titular da pasta, o objetivo é publicar uma medida que reduza em cerca de 21 mil o número de cargos, comissões e funções gratificadas em todos os ministérios nos primeiros 100 dias, o que pode gerar uma economia de R$ 209 milhões por ano.
Diretor de um cursinho preparatório para concursos, o professor Josué Rescinho explica que a decisão do governo foi uma notícia negativa, tanto para quem atua na preparação de candidatos quanto para os concurseiros. “A avaliação é péssima, até porque os concursos federais já são raros, poucos e com poucas vagas. Mas isso está relacionado à política do governo de conter custos com servidor publico”, pontua.
De acordo com Rescinho, a saída agora é migrar para os certames municipais e estaduais. “Estamos adotando uma política de fazer concursos interestaduais, levar alunos para fazer concursos em outros estados. A migração será alta e vai aumentar a concorrência porque muitos estão na expectativa de fazer esses concursos”, avalia.
Rescinho diz ainda que o curso preparatório, inclusive, já levou candidatos para participar de concursos interestaduais, ou seja, em outros estados da federação. “A gente monta turmas, tanto com o pacote de aulas quanto de viagem, incluindo passagem e estadia. No Diário dos concursos, a maioria é concurso de prefeitura e você tem que ter um deslocamento. Tem que pensar nesse custo, se preparar para fazer esse investimento”.
(Com Diário do Pará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo