26 de abr de 2017

STF determina retorno do goleiro Bruno para prisão


Por 3 votos a 1, nesta terça-feira (25), a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu mandar o goleiro Bruno Fernandes de volta à prisão.
O goleiro, que foi condenado a 22 anos e 3 meses pelo assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e também pelo sequestro e cárcere privado do filho, atua desde março pelo Boa Esporte, do Estado de Minas Gerais.
A nova decisão da maioria dos ministros, derruba o habeas corpus concedido pelo o ministro Marco Aurélio Mello em fevereiro, que votou, nesta terça-feira, contra a volta do goleiro à prisão.
Na ocasião, Mello entendeu que ocorreu excesso de prazo na prisão do goleiro, e que ele tinha o direito a aguardar em liberdade a decisão sobre os recursos solicitados por sua defesa ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).
Os votos favoráveis foram dos ministros Alexandre de Moraes, Rosa Weber e Luiz Fux.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo