15 de jul de 2017

Marido que torturou e raspou cabelo de esposa é preso

Marido que torturou e raspou cabelo de esposa é preso (Foto: Divulgação Polícia)Um homem foi detido em flagrante por ter agredido e raspado os cabelos da esposa, na frente da filha de um ano, no município de Bom Despacho, em Minas Gerais. Ele confessou o crime e alegou que batia na esposa para que ela “lhe desse valor e valorizasse suas atitudes".
De acordo com informações do site “Extra”, o acusado, de 28 anos, irá responder por lesão corporal decorrente de violência doméstica e por tortura. Ele e a vítima, que tem 36 anos, eram casados há quatro anos. O casal tem duas filhas: uma de um ano e outra de três anos.


A vítima revelou à polícia que é agredida desde que a filha mais velha nasceu. Só na última semana, a mulher disse ter sido alvo de violência três vezes. Ela não registrou as agressões anteriores.
A mulher relatou aos investigadores que o marido chegou em casa na noite da última terça-feira (11) e pediu que ela recolhesse todas as roupas que ele havia lhe dado de presente. Depois, o acusado levou as peças para o quintal e ateou fogo.
Na manhã seguinte, a vítima avisou ao parceiro que não queria sair da casa do pai, onde a família morava, e foi agredida com um tapa no rosto por isso. Foi então que o acusado ordenou que ela buscasse a máquina de cortar cabelo. Um homem foi detido em flagrante por ter agredido e raspado os cabelos da esposa, na frente da filha de um ano, no município de Bom Despacho, em Minas Gerais. Ele confessou o crime e alegou que batia na esposa para que ela “lhe desse valor e valorizasse suas atitudes".
De acordo com informações do site “Extra”, o acusado, de 28 anos, irá responder por lesão corporal decorrente de violência doméstica e por tortura. Ele e a vítima, que tem 36 anos, eram casados há quatro anos. O casal tem duas filhas: uma de um ano e outra de três anos.
A vítima revelou à polícia que é agredida desde que a filha mais velha nasceu. Só na última semana, a mulher disse ter sido alvo de violência três vezes. Ela não registrou as agressões anteriores.
A mulher relatou aos investigadores que o marido chegou em casa na noite da última terça-feira (11) e pediu que ela recolhesse todas as roupas que ele havia lhe dado de presente. Depois, o acusado levou as peças para o quintal e ateou fogo.
Na manhã seguinte, a vítima avisou ao parceiro que não queria sair da casa do pai, onde a família morava, e foi agredida com um tapa no rosto por isso. Foi então que o acusado ordenou que ela buscasse a máquina de cortar cabelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo