26 de jul de 2018

Pacientes renais protestam em Pinheiro por falta de clínica de hemodiálise

Van com pacientes renais crônicos de Pinheiro em ferry boat para chegar em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante) foram liberados 6,8 milhões de reais em 2014 para a construção de clínicas de hemodiálise em sete cidades diferentes, inclusive em Pinheiro. Mas a clínica que deveria ter sido inaugurada em 2015 ainda está em obras.
No interior do Maranhão, pacientes que precisam de hemodiálise tem sofrido com uma rotina desgastante pela falta de clínicas. Em municípios distantes é preciso fazer longas viagens para garantir a sobrevivência com o tratamento de hemodiálise em São Luís, sendo que clínicas em cidades próximas já deveriam ser entregues.
Quem mora em Pinheiro precisa fazer uma viagem de seis horas em uma van, entre ida e volta, e ainda tem que pegar ferry boat para chegar em São Luís.
Van com pacientes renais crônicos de Pinheiro em ferry boat para chegar em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)Van com pacientes renais crônicos de Pinheiro em ferry boat para chegar em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Van com pacientes renais crônicos de Pinheiro em ferry boat para chegar em São Luís .
Em nota, o governo do estado prometeu a entrega do centro de hemodiálise de Pinheiro em um prazo de três meses. Disse ainda que, a partir da segunda semana de agosto, o hospital regional da cidade vai disponibilizar cadeiras de hemodiálise para pacientes renais crônicos em três turnos ao dia até a conclusão das obras do novo centro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo