29 de ago de 2019

CPI pode apurar esquema de transferências para curso de medicina na Uema de Caxias

O deputado estadual Yglésio Moyses (PDT) começou a colher ontem assinaturas de apoio à instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com o objetivo de apurar denúncias de um esquema para transferência de alunos de universidades particulares – até mesmo de outros países – para o curso de Medicina da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) em Caxias.
Segundo apurou o Blog do Gilberto Léda, o pedetista já conta com as 14 assinaturas necessárias para o protocolo do requerimento na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Mas ainda depende de um conversa com líderes antes de efetivamente apresentar o documento.
O caso foi revelado ainda na manhã de ontem pelo deputado César Pires (reveja). Em pronunciamento na tribuna da Casa, ele relatou que inúmeras ações ordinárias e mandados de segurança, com pedido de liminar, têm sido impetrados na comarca de Caxias, desde 2016, por alunos de cursos de Medicina de faculdades privadas e de universidades estrangeiras, que alegam problemas de saúde para obter transferência para a Uema, em Caxias.
O relato foi corroborado por Moyses. “Essas liminares têm sido concedidas por diversos motivos: doenças psicológicas; alguns alegam necessidade de proximidade com a família; motivos muito similares. Está, praticamente, aqui uma epidemia de depressão no caso desses alunos. Isso aqui não é menosprezar o problema de depressão, porque, hoje, a gente tem índices cada vez mais alarmantes. Mas quando você tem 17 decisões no mesmo sentido, quando você tem todas as medidas liminares concedidas pelo mesmo magistrado em Caxias, que tem três Varas Cíveis, nós começamos aqui a ver problema no curto horizonte”, destacou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo