10 de dez. de 2023

Carlos Lula destaca a importância da agricultura familiar no MA

 

“Nós pequenos agricultores precisamos de incentivo, pois diariamente passamos por dificuldades, principalmente relacionados a garantia da nossa terra e para escoar as nossas produções”, afirmou Emanuel Barbosa e dezenas de pequenos agricultores de todo o Maranhão participam da 1ª Feira Maranhense da Agricultura Familiar (Femaf), que acontece até este sábado (9) na Lagoa da Jansen, em São Luís.

Presente no evento, o deputado estadual Carlos Lula (PSB), um dos defensores da agricultura familiar na Assembleia Legislativa destacou a importância das políticas de incentivo ao agricultor familiar.

“Temos que pensar na agricultura familiar não apenas como um espaço para o homem campo, mas como uma engrenagem decisiva para a economia do estado do Maranhão. Somos um estado que tem boa parte da população ainda na zona rural e que depende da agricultura familiar e ela é responsável pela comida que nós temos na mesa. Então, temos que pensar como melhorar as condições desse homem do campo para que ele tenha condições, escoar essa produção e ter dignidade”, pontuou Carlos Lula.

Opinião compartilhada pelo também pequeno agricultor Ivanildo Campos Silva, do Quilombo Sossego em Penalva. “Precisamos muito de assistência técnica para poder aumentar a nossa produtividade. Hoje a nossa maior dificuldade é a questão do acesso ao crédito e por isso as políticas públicas voltadas para nós são extremamente importantes”, disse.

Durante o evento, realizado pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) e dedicado ao fortalecimento da agricultura familiar, foi lançamento do Programa Sertão Vivo, que no Nordeste recebe o nome “Manoel da Conceição: Sertão Vivo, Terra Nossa”. A iniciativa conta com o investimento de R$ 150 milhões em benefício de 38 mil famílias de agricultores familiares de 46 municípios maranhenses.

A SAF ainda garantiu a destinação de R$ 2 milhões para a execução do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA Indígena, além de R$ 3 milhões em investimentos para o PAA Quilombola, e a apresentação e lançamento da adesão ao Sistema de Informação Regional da Agricultura Familiar (Siraf).

“Mais de 70% do alimento que vai pra mesa de nós maranhenses, vem da agricultura familiar, é o arroz, o feijão, a farinha, tudo isso vem da agricultura familiar. Então é fundamental que a gente valorize esse segmento. E a feira cumpre exatamente esse papel, de dar visibilidade a um povo que trabalha e vive dessa atividade e que muitas vezes é esquecido. Então, a partir de agora, a agricultura familiar tem política pública organizada”, pontuou o secretário da SAF, Bira do Pindaré.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo