10 de fev. de 2024

PM que matou homem em Vargem Grande é preso pela PF ao tentar tirar passaporte com documento falso; outro PM foi preso após o crime

 

Na tarde desta quinta-feira (08), a polícia federal em Imperatriz cumpriu um mandado de prisão decretado contra um policial militar do Maranhão que é apontado como integrante de um grupo de extermínio e que estava foragido desde 2022, quando praticou um homicídio em Vargem Grande. Sua identidade, no entanto, não foi revelada.

Segundo a PF, o militar tentava retirar um passaporte com documentos falsos, quando recebeu voz de prisão. Neste momento, ele saiu correndo, quebrou uma porta de vidro da delegacia e ainda agrediu os agentes, mas foi capturado e autuado também em flagrante.

Ele havia emitido RG, CPF e Certidão de Nascimento originais, mas em nome falso.

Aldenir Viana foi morto a tiros por dois PMs

O assassinato praticado pelo PM aconteceu em fevereiro de 2022, no bairro Soldadinho, tendo como vítima Aldenir Diniz Viana, conhecido também como Denis, assassinado com disparos de arma de fogo na cabeça enquanto estava sentado na porta de sua residência. 

Ainda na noite do crime, o outro policial militar envolvido na morte foi preso em Itapecuru-Mirim. Ele tentava fugir em um veículo VW Gol, de cor branca, com placas frias. 

O policial foi interceptado em Itapecuru-Mirim com uma pistola, possivelmente a arma usada no assassinato. Após a prisão, o PM foi transferido para o presídio militar, em São Luís.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo