1 de mar. de 2024

Djalma Melo fica inelegível e fora da disputa pela Prefeitura de Arari, na Baixada Maranhense

O ex-prefeito de Arari, Djalma Melo, teve suas contas referentes ao ano de 2014 reprovadas pela Câmara Municipal, que seguiu o parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE). A decisão foi tomada nesta sexta-feira (1), por seis votos a quatro, em uma sessão marcada por protestos e debates.

Com a reprovação das contas, Djalma Melo fica inelegível pelos próximos oito anos, segundo a Lei da Ficha Limpa. Ele não poderá concorrer nas eleições deste ano.

Os vereadores que votaram pela reprovação das contas foram: Aurinete Freitas, Évandro Piancó, Thales Aroucha, Irmão Ozéias, Marcelo Aracenter e Gerson Nunes. Já os parlamentares, Lucinha Brito, Irmão Nelinho, Polota Mendes e Tácito Lima votaram contra. O presidente da Câmara, Cabito Abas, só votaria em caso de empate.

Djalma Melo tentou impedir o julgamento das contas na Justiça, alegando que havia um recurso pendente no TCE.

O ex-prefeito pode até recorrer da decisão, mas dificilmente conseguirá reverter a sua inelegibilidade, a menos que consiga demonstrar que não houve irregularidade insanável ou ato doloso de improbidade administrativa. Caso contrário, Djalma terá que esperar o prazo de oito anos para se candidatar novamente.

Vandoval 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo