Suspeito de matar esposa no Maranhão é preso no Pará

A Polícia Civil prendeu, no último sábado (6), Claudeonor Oliveira, principal suspeito de matar a própria companheira identificada como Celeuma Viana de Sousa.

O crime aconteceu no dia 9 de julho de 2023, na cidade de Buriticupu. A vítima chegou a deixar uma carta antes de ser morta.

Celeuma Viana, que tinha 42 anos, foi morta com um tiro na cabeça, em cima de uma cama. Após o crime, Claudeonor não foi mais visto na cidade.

Segundo a Polícia Civil, o casal tinha três filhos, sendo duas crianças e uma adolescente. Uma das filhas afirmou, em depoimento, que viu o pai entrando na casa e ouviu o disparo.

Parentes da vítima entregaram à Polícia Civil, uma carta escrita em 2022, em que Cleuma pede para os filhos não ficarem com o pai, pois suspeitava que poderia morrer.

“Se vier a acontecer alguma coisa comigo, eu não quero que meus filhos fiquem com o pai. Ele é uma pessoa muito agressiva, tem 17 anos que eu sofro na mão dele agressões física, verbal e psicológica, fora as humilhações que ele faz comigo. Ele é um psicopata. Eu quero que alguém da minha família cuidem deles”, diz a carta.

Claudeonor estava trabalhando em uma fazenda e plantando soja, na Zona Rural do município de Rondom, no Pará, onde foi preso. Com ele, a polícia encontrou ainda uma arma de fogo irregular.

CNB

Postar um comentário

0 Comentários