18 de dez de 2017

Pará tem fim de semana sangrento com 20 homicídios

Pará tem fim de semana sangrento com 20 homicídios (Foto: Divulgação)Fim de semana de extrema violência, tanto na região Metropolitana de Belém, como no interior do Estado. Em apenas três dias, o interior do Pará registrou 20 homicídios, com destaque para os municípios de Paragominas, Abaetetuba e Tailândia, com dois registros cada. Mas, jorrou sangue também em Quatro Bocas, Eldorado dos Carajás, Dom Eliseu, Senador José Porfírio, Bragança, Marudá, Tucurui, Ourilândia do Norte, Redenção, Santo Antônio do Tauá, Castanhal, Marabá, Breu Branco e Vigia. 

ABAETETUBA 

Entre as duas dezenas de homicídios, destacamos o que foi vítima um homem de identidade desconhecida, aparentando 30 anos de idade, encontrado no ramal da Marisqueira, à 500 metros da rodovia que liga Abaetetuba a Barcarena. Segundo a Polícia Civil de Abaetetuba, o corpo encontrado apresentava suspeitas de ter recebido disparo de arma de fogo na parte posterior da cabeça, sendo acionado o Instituto de Perícias Científicas Renato Chaves para realizar a remoção e necropsia. 

MARUDÁ

Outra morte violenta ocorreu no distrito de Marudá na região do Salgado Paraense. O delegado Marcelo Ferreira Luz abriu inquérito policial para apurar o assassinato de um adolescente de apenas 15 anos, executado com vários disparos de arma de fogo, na rua 7 de setembro, na vila de Marudá. 

Segundo informes colhidos pelo DIÁRIO, a vítima era acusada de praticar vários roubos e foi abordado por volta da 1h deste sábado, quando caminhava em via pública. Ele foi atingido com disparos na cabeça e costa, que teriam sido dados por integrantes de um carro prata. Logo que soube do crime o pai foi buscar o corpo em um carro de mão levando para a casa do avô. Logo depois o IML de Castanhal veio remover. 

DOM ELISEU 

No município de Dom Eliseu, um crime por motivo banal. Rafael da Silva Rodrigues, 28 anos, foi assassinado a facadas dentro de uma casa na rua Santa Catarina, bairro da Chinesa. O investigador Hélio Ferreira esteve no local e conseguiu desvendar o crime prendendo a autora do crime e obtendo a motivação. Segundo o policial, em registro feito na delegacia, na casa estavam quatro mulheres e a vítima. Interrogadas, três delas apontaram Janice de Oliveira Silva como a autora das facadas que ceifaram a vida de Rafael. 

As testemunhas disseram à polícia que o homicídio teve como motivação uma dívida de R$10,00 que a vítima tinha com a acusada. “Ele foi cobrar o Rafael, que pediu um tempo sendo que ela pegou ele ,com uma certeira facada no peito” informou uma das testemunhas. Contra Janice de Oliveira pesa outro crime de homicídio, neste ano, também a facadas. Ela foi conduzida a delegacia de Dom Eliseu e autuada em flagrante pelo crime de homicídio, depois de confessar o crime.

(J.R Avelar/Diário do Pará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo